Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Grexit": A Grécia avança para a porta de saída do euro?

"Grexit": A Grécia avança para a porta de saída do euro?
Tamanho do texto Aa Aa

“Grexit”, que significa saída da Grécia da zona euro, é a nova palavra no dicionário da crise europeia, numa altura em que o tempo passa e Atenas continua sem acordo e com os cofres vazios.

Atenas está à beira da bancarrota, mas nenhum político grego quer ficar com o nome ligado a mais medidas de austeridade e entre os analistas há quem comece a delinear estratégias para a saída da Grécia do euro, um assunto que deixou de ser tabu.

Mas o analista Costas Nakos afirma: “Estamos a olhar para um quadro muito nebuloso e não sei até que ponto voltar ao dracma seria bom ou mau. Mas se não for conseguido um acordo será uma catástrofe para a Grécia. Para nos mantermos na zona euro temos de convencer os parceiros da zona euro de que a dívida grega é sustentável. É um pré-requisito”.

Os europeus começam a perder a paciência face à inércia grega, mas não podem expulsar a Grécia do euro.

Atenas já recebeu um primeiro plano de resgate, de 110 mil milhões de euros, mas a situação é agora pior. A dívida passou de 138% do PIB, em 2010, para 159% no ano passado.

Para colocar a dívida para um nível sustentável, os credores privados foram chamados a perdoar cerca de 70% da dívida que detêm. Mas a agência de notação Standard&Poor’s garante que não chega e prepara-se para colocar, temporariamente, a nota grega no nível de “incumprimento seletivo”.