Última hora
This content is not available in your region

Malásia extradita saudita acusado de blasfémia

Malásia extradita saudita acusado de blasfémia
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades da Malásia extraditaram para a Arábia Saudita o jornalista Hamza Kashgari, acusado de blasfémia.

Apesar dos protestos dos grupos de defesa dos direitos humanos, o jovem de 23 anos foi enviado para o país natal, onde pode ser condenado à morte, por ter insultado o profeta Maomé num comentário no Twitter.

O advogado diz que a deportação é ilegal, já que tinha conseguido do tribunal uma ordem de parar o processo de extradição.

O governo da Malásia diz que por norma extradita as pessoas procuradas pelos outros Estados e que este é um assunto interno da Arábia Saudita.

A Arábia Saudita é um dos países mais rígidos em termos de aplicação da lei islâmica. A blasfémia é punida com a pena de morte, executada em público por decapitação.