Última hora
This content is not available in your region

Wikileaks: soldado Manning formalmente acusado de "ajudar o inimigo"

Wikileaks: soldado Manning formalmente acusado de "ajudar o inimigo"
Tamanho do texto Aa Aa

O militar alegadamente na origem da maior fuga de informação secreta dos Estados Unidos, foi formalmente acusado de “ajudar o inimigo”.

Bradley Manning compareceu esta quinta-feira frente a um tribunal marcial em Fort Meade, no Maryland, onde é julgado por 22 acusações relacionadas com o alegado envolvimento com o sítio Wikileaks.

O antigo analista de informação do exército norte-americano no Iraque, é suspeito de estar na origem da fuga de mais de 260 mil telegramas diplomáticos publicados no sítio internet.

Manning foi detido em Maio de 2010 depois da publicação da informação confidencial.

O soldado que ainda não se pronunciou sobre a sua inocência no processo, incorre numa pena de prisão perpétua.

A defesa alega que o militar sofre de perturbações e que não deveria ter tido acesso a material sensível.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.