A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Manifestação na Rússia para exigir eleições antecipadas

Manifestação na Rússia para exigir eleições antecipadas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Chegaram às primeiras horas da manhã para mostrar cartão vermelho a Vladimir Putin.

Milhares de russos voltaram, hoje, às ruas de Moscovo para protestar contra os resultados das eleições presidenciais.

Uma manifestação convocado pela oposição para exigir a realização de eleições antecipadas.
Mais de 2.500 polícias foram mobilizados.

O protesto ocorre cerca de uma semana depois das eleições que reconduziram Putin à presidência da Rússia. Um escrutínio marcado por acusações de fraudes e falsificações em massa.

“Por um poder limpo” e “Putin não é o nosso presidente” foram algumas das palavras mais ouvidas, este sábado, em Moscovo.

À semelhança do que aconteceu noutras manifestações, também aqui o número de participantes é tudo menos consensual. A polícia fala em 3000 manifestantes, os organizadores em 25 mil.