A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

China lebada à OMC

China lebada à OMC
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos, Japão e União Europeia vão apresentar queixa à Organização Mundial do Comércio.

Uma decisão que surge depois de novas restrições impostas pela China às suas exportações de minerais raros cruciais para a indústria de alta-tecnologia.

O presidente Barack Obama declarou que “a China deve deixar o mercado funcionar por si próprio e se assim for não haverá objecções, mas e a política que aplica é de impedir que isso aconteça e vão contra as regras que concordou em seguir.

No centro desta “batalha” estão as restrições impostas por Pequim ao acesso a 17 minerais com propriedades químicas e electromagnéticas indispensáveis ao fabrico de produtos de alta-tecnologia.

Os chineses encontram-se numa situação de quase monopólio, com um terço das reservas acessíveis e 97% do mercado destes minerais posição que os restantes países querem contrariar.