Última hora

UE aprova novas sanções contra Bielorrússia

UE aprova novas sanções contra Bielorrússia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O regime de Alexander Lukashenko promete lutar contra as novas sanções da União Europeia.

A Bielorrússia sublinhou ainda que não vê a necessidade do regresso a Minsk dos embaixadores que os países europeus tinham decidido retirar do país.

A chefe da diplomacia europeia explica as razões do reforço da pressão sobre o regime autoritário de Lukashenko: Catherine Ashton diz que “a situação na Bielorrússia está a piorar e as autoridades estão a apertar o cerco à sociedade civil”.

Os Vinte e Sete dizem que a repressão foi acentuada depois da reeleição de Lukashenko em Dezembro de 2010.

As sanções aprovadas esta sexta-feira visam empresas e 12 responsáveis bielorrussos, proibidos de viajar no espaço comunitário.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.