Última hora
This content is not available in your region

Japão já só tem um reator nuclear ativo

Japão já só tem um reator nuclear ativo
Tamanho do texto Aa Aa

O Japão está a um passo da suspensão total da energia atómica, depois do desastre de Fukushima.

A japonesa Tepco anunciou o encerramento do reator 6 da central de Kashiwazaki-Kariwa. Dos 54 reatores japoneses, o único ainda a funcionar é o número 3 da central de Tomari, no norte do país, com paragem prevista para o dia 5 de Maio.

Desde o tsunami que devastou uma parte do país, em Março de 2011, e provocou a pior crise nuclear dos últimos 25 anos, nenhum dos reatores japoneses fechados por segurança ou para manutenção foi reativado.

Desde a tragédia, os governos locais recusam a reativação das centrais, apesar do executivo de Tóquio ter prometido importantes testes de resistência e novos parâmetros de segurança contra sismos e tsunamis.

Antes do desastre de Fukushima, perto de um terço da eletricidade do Japão vinha da energia atómica mas, como demonstram os protestos recentes, os japoneses parecem agora dispostos a pôr um fim definitivo à era nuclear.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.