Última hora

BRICS querem mais poder no FMI

BRICS querem mais poder no FMI
Tamanho do texto Aa Aa

Os BRICS, cinco grandes países emergentes, não estão satisfeitos com a reforma em curso para o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Na cimeira de um dia em Nova Deli, Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul exigiram mais direitos de voto na instituição financeira internacionail e acusam os países ricos de terem provocado a crise com as suas políticas monetárias.

Os cinco países representam cerca de 40% da população mundial e um quinto da produção económica.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.