Última hora
This content is not available in your region

Megaoperação antiterrorista agita campanha presidencial francesa

Megaoperação antiterrorista agita campanha presidencial francesa
Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma operação policial muito mediatizada, a cerca de três semanas da primeira volta das presidenciais francesas. Durante a madrugada desta sexta-feira, 19 presumíveis islamitas foram detidos, numa megaoperação em Nantes, Toulouse, Lyon e Le Mans. Uma investigação no quadro de “associação de malfeitores em relação com organização terrorista”.

Mohamed Achamlane, líder do grupo “Forsane Alizza” – Cavaleiros do Orgulho – foi um dos detidos, na rusga de Nantes. O grupo foi oficialmente banido pelo ministério francês do Interior, em fevereiro último, mas continuaria a operar. Foram igualmente apreendidas várias armas, incluindo granadas e kalashnikovs.

A operação não tem qualquer relação com o caso Mohamed Merah, que matou três militares, um rabino e três crianças judias, na região de Toulouse e Montauban.

Em plena campanha eleitoral, a ação de Nicolas Sarkozy, candidato à sua sucessão, é aprovada por 70 por cento dos inquiridos, e permite-lhe subir nas sondagens.