Última hora

Última hora

Transportes Públicos de Bruxelas paralisados após homicídio de um funcionário

Em leitura:

Transportes Públicos de Bruxelas paralisados após homicídio de um funcionário

Transportes Públicos de Bruxelas paralisados após homicídio de um funcionário
Tamanho do texto Aa Aa

Um simples acidente rodoviário, em Bruxelas, terminou numa agressão mortal a um funcionário dos transportes públicos, que reagiram, paralisando todos os serviços durante 3 dias.

Na madrugada de sábado, um controlador – enviado para fazer o relatório de um acidente envolvendo um autocarro da empresa – foi brutalmente espancado, acabando por morrer.

O procurador de Bruxelas lamentou que “pela primeira vez tenha ocorrido um incidente com tamanha gravidade e consequências. O homem morreu. A família viu-o antes de morrer”. A justiça belga está por isso “solidária com a família”, mas quis essencialmente afirmar que “este tipo de violência gratuita é intolerável”, referiu Bruno Bulthé.

De origem albanesa, o controlador de 56 anos e 30 de serviço nos transportes públicos da capital belga, foi agredido por um sujeito que o condutor do veículo ligeiro chamou ao local.

O autor da agressão mortal foi detido durante a tarde, após ter fugido do local. Passou a noite a ser ouvido pela polícia.