Última hora
This content is not available in your region

Sinopec vê cair por terra projeto de compra da YPF

Sinopec vê cair por terra projeto de compra da YPF
Tamanho do texto Aa Aa

A decisão da Argentina de nacionalizar a YPF deitou por terra os projetos da chinesa Sinopec. Segundo várias fontes, a segundo maior petrolífera chinesa estava a discutir a compra dos 57% de capital da Repsol na empresa argentina, por 15 mil milhões de euros.

Há vários anos que os chineses estavam interessados na YPF, devido às reservas da Argentina e as necessidades energéticas de Pequim.

Com 27 por cento, a China é o terceiro maior cliente do crude da Argentina, atrás dos Estados Unidos e Chile, com 33 por cento. A descoberta de novas reservas na Patagónia por parte da YPF atiçou o interesse de Pequim, mas o projeto de aquisição sofreu um golpe fatal.

Este é já o segundo revés dos chineses na Argentina no espaço de alguns meses. Pequim vira-se agora para outros países da região e a perda de confiança internacional pode minar a nova política energética argentina.

Buenos Aires declarou a YPF de “interesse nacional”, mas para aumentar como deseja a produção e diminuir as importações de produtos petrolíferos refinados, a Argentina vai precisar de muito investimento e as empresas estrangeiras já não considera o país credível.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.