Última hora
This content is not available in your region

Governo colombiano não confirma sequestro de jornalista francês pelas FARC

Governo colombiano não confirma sequestro de jornalista francês pelas FARC
Tamanho do texto Aa Aa

O exército colombiano suspendeu as operações contra a guerrilha das FARC na região de Caquetá, cinco dias após o desaparecimento de um jornalista francês na região.

Romeo Langlois realizava uma reportagem sobre as operações militares contra o tráfico de droga na região. O seu paradeiro permanece desconhecido e mesmo o governo não confirma para já que tenha sido raptado pela guerrilha marxista, apesar de um comunicado não autentificado emitido há dois dias.

“Se foram as FARC que o raptaram, então têm de libertâ-lo, não podem mantê-lo sequestrado. Primeiro é um jornalista, segundo, é um civil, terceiro, estariam a violar as leis internacionais e humanitárias”, afirmou o ministro da defesa colombiano.

As operações de busca do jornalista são agora levadas a cabo pela cruz vermelha internacional, que no passado tem trabalhado como mediadora na libertação de reféns.

A organização afirma-se preocupada com a situação de Langlois que teria alegadamente sido ferido durante um violento combate, antes do seu desaparecimento.