Última hora
This content is not available in your region

Atentado no Daguestão assinala regresso de Putin ao Kremlin

Atentado no Daguestão assinala regresso de Putin ao Kremlin
Tamanho do texto Aa Aa

O duplo atentado da última noite no Daguestão fez pelo menos 14 mortos e mais de 120 feridos, muitos estão em estado grave. O ataque terrorista na república russa do Cáucaso ocorre a quatro dias do regresso de Vladimir Putin à presidência da Federação Russa. O ainda primeiro-ministro lançou a segunda guerra na Chechénia em 1999. O então movimento independentista transformou-se anos depois numa rebelião islâmica ativa no Cáucaso Norte e em particular no Daguestão.

As autoridades russas abriram um inquérito por terrorismo. Os primeiros elementos da investigação apontam para o rebentamento de um veículo armadilhado perto de um posto da polícia nos subúrbio de Makhaschkala por volta das dez da noite. A segunda explosão, com o dobro da potência, foi provocada depois da chegada da polícia e dos socorristas ao local da primeira deflagração.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.