Última hora
This content is not available in your region

Itália testa sucesso das políticas de austeridade nas eleições locais

Itália testa sucesso das políticas de austeridade nas eleições locais
Tamanho do texto Aa Aa

É considerado um teste político ao governo liderado por Mario Monti.

As medidas de austeridade impostas pelo sucessor de Silvio Berlusconi poderão refletir-se nas eleições locais, que este domingo arrancaram em Itália.

Os dois partidos que apoiam o governo tecnocrata vão medir o pulso ao eleitorado a menos de um ano das eleições gerais.

Tanto o partido Povo da Liberdade, de centro-direita, como o Partido Democrático, de centro-esquerda querem reforçar posições, mas o ceticismo do eleitorado promete baralhar as contas das formações.

De acordo com as últimas sondagens, o PD lidera nas intenções de voto para as municipais, um escrutínio onde cerca de 40 por cento dos eleitores admite abster-se.

O movimento “Cinco Estrelas” do comediante italiano Beppe Grillo – que defende a saída da zona euro – deverá ser a terceira força mais votada.
Cerca de nove milhões de eleitores são chamados à urnas até segunda-feira.

Em jogo estão 900 municípios, entre eles Palermo e Génova.