Última hora
This content is not available in your region

Bruxelas confirma recessão na zona euro

Bruxelas confirma recessão na zona euro
Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas prevê uma contração de 0,3% da economia da zona euro este ano e uma estagnação no conjunto da União Europeia. A boa nova, se assim se pode dizer, é que para 2013 se prevê uma ligeira retoma.

As “previsões económicas da primavera” apresentadas esta sexta-feira pela Comissão Europeia, antecipam um cenário agridoce.

“Estima-se que a economia europeia atravesse neste momento uma recessão modesta, mas curta. Subsequentemente prevê-se uma recuperação lenta a partir da segunda metade deste ano, que continuará no horizonte das previsões deste e do próximo ano”, revelou o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn.

A Comissão reviu em alta as previsões de novembro do ano passado em relação ao desemprego. O executivo comunitário estima que este atinja o valor recorde de 11% na zona euro e 10,3% no conjunto dos países da União.

O nível da dívida na zona euro aumentará para 91,8% do PIB durante 2012 e para 92,6% em 2013.

De acordo com Bruxelas, este ano a economia portuguesa contrai 3,3% e o desemprego dispara para 15,5%, uma décima acima do valor previsto pelo Governo de Pedro Passos Coelho. 2013 será ano de retoma ligeira.