Última hora
This content is not available in your region

Cameron solidário com Rebekah Brooks

Cameron solidário com Rebekah Brooks
Tamanho do texto Aa Aa

No âmbito do escândalo do News of The World a antiga responsável pelos jornais britânicos do grupo de Rupert Murdoch, diz que recebeu palavras de apoio do actual primeiro-ministro.

Hoje, Rebekah Brooks foi questionada pela Comissão Leveson – constituída para investigar as escutas telefónicas ilegais nos jornais do grupo e as ligações com os vários líderes políticos britânico.

Para além de mensagens de David Cameron e do actual ministro responsável pela Economia e Finanças, George Osborne, a antiga funcionária de topo do grupo News International revelou que recebeu mensagens de apoio de “outras pessoas que trabalham nesses gabinetes” do Partido Conservador, no poder.

Esta revelações embarçam o governo .

Também o ministro da Cultura do Reino Unido, Jeremy Hunt, pediu conselhos ao relações públicas do grupo de media de Rupert Murdoch para definir uma posição oficial sobre o escândalo das escutas ilegais.

As declarações de Brooks e os documentos agora revelados fragilizam cada vez mais a posição do ministro da Cultura e do próprio primeiro-ministro, David Cameron, que tem defendido a permanência de Jeremy Hunt no Governo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.