Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Grécia: governo provisório toma posse enquanto esquerda radical recusa ceder

Grécia: governo provisório toma posse enquanto esquerda radical recusa ceder
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O governo provisório encarregue dos assuntos correntes da Grécia até às legislativas de 17 de Junho tomou posse esta quinta-feira.

O executivo é essencialmente composto por altos funcionários e universitários e é liderado pelo presidente do Conselho de Estado, que assumiu interinamente o cargo de primeiro-ministro.

Uma das principais tarefas do governo – forçado pela falta de consenso após as legislativas do passado dia 6 – é preparar as eleições, enquanto paira sobre o país a ameaça da saída da Zona Euro.

Kyriakos Mitsotakis, membro do partido Nova Democracia vencedor das últimas legislativas, diz que “cabe aos gregos decidir se querem um governo pró-europeu ou se preferem escolher um caminho que conduzirá ao isolamento total. Confio que escolherão a primeira hipótese”.

Depois de ter recusado entrar numa coligação com os principais partidos, a esquerda radical reiterou a recusa em apoiar um executivo de unidade que defenda a austeridade.

O líder do partido Syriza afirmou, no Parlamento, que “durante as tentativas para formar governo foi equacionado o mesmo cenário, para tentar aterrorizar o povo com um único objetivo: fazer ceder o Syriza”.

A formação de Alexis Tsipras, feroz opositora do rigor imposto pelo plano de resgate da Grécia, é a favorita para o próximo escrutínio.

Receosos dos efeitos da saída da moeda única, os gregos levantaram centenas de milhões de euros dos bancos do país.