Última hora

Possível vitória dos conservadores anima a bolsa grega

Possível vitória dos conservadores anima a bolsa grega
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No meio da turbulência, a Grécia acordou esta segunda-feira com algum otimismo.

Depois de as sondagens apontarem os conservadores como favoritos nas próximas eleições, o índice bolsista do país, o ATG, apresentou, na abertura, uma subida global de 2,5 por cento.

Antonis Samaras, líder do partido de direita Nova Democracia, encontra-se na dianteira para o escrutínio do dia 17 de junho, embora longe de uma maioria absoluta.

Samaras defende a continuação da austeridade, afirmando que “se a Grécia recusar o plano de resgate, ficará isolada durante muitos anos e exposta a todos os tipos de exploração, porque não haverá comida, nem medicamentos, nem petróleo; será um blackout contínuo.”

As sondagens dizem ainda que os socialistas do Pasok se situam em terceiro lugar, atrás do Syriza, da extrema-esquerda.

O líder socialista Evangelos Venizelos foi uma das vozes mais críticas na polémica em torno de Christine Lagarde, tendo exigido um pedido de desculpas por o que considerou um ataque ao orgulho do povo grego.

Na internet, a diretora-geral do FMI retratou-se, relativizando as insinuações sobre a fuga aos impostos na Grécia. Mas isso não inibiu milhares de internautas de inundarem as redes sociais em repúdio pelas palavras de Lagarde.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.