A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tensão pós-eleitoral no Egito

Tensão pós-eleitoral no Egito
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Manifestantes atacam sede de campanha do candidato às eleições presidenciais egípcias Ahmed Shafiq, último primeiro-ministro do ex-ditador Hosni Mubarak.

Um grupo de pessoas invadiu e ateou fogo aos escritorios situados no bairro residencial de Dokki, no Cairo para protestar contra o resultado da primeira volta das eleições realizadas na semana passada.

Este apoiante de Shafiq diz que o que se passou é que vieram uns arruaceiros e pegaram fogo ao que puderam. “Ninguém sabe quem eles são nem de onde vieram. Do que terão eles medo? É nas urnas que se decidem os resultados”.”

O segundo turno do escrutinio será decidido entre Shafiq e o candidato islamita da Irmandade Muçulmana, Mohammed Mursi.

Após o ataque, dezenas de curiosos e manifestantes pró-Shafiq deslocaram-se ao local tendo-se registado alguns confrontos entre partidários de campos opostos.