Última hora
This content is not available in your region

Irlandeses decidem adesão ao tratado orçamental europeu

Irlandeses decidem adesão ao tratado orçamental europeu
Tamanho do texto Aa Aa

Na Irlanda o referendo ao tratado orçamental europeu realiza-se esta quinta-feira.
Defensores do “sim e do “não” reclamam interesse nacional, mas segundo as sondagens o “Sim” estará em vantagem.

O primeiro-ministro fez apelo a um “sim” inequívoco.

“É a minha mensagem ao povo irlandês. Peço, no interesse do país, para que assumam a vossa responsabilidade e votem um “sim” categórico.
Temos de enviar um sinal não só para a União Europeia, mas também para o mundo”, disse Enda Kenny.

O principal advogado do “não” é o líder do Sinn Féin, Gerry Adams. Para ele o referendo é uma forma de mostrar desagrado e evitar que a austeridade faça parte da Constituição.

“Este tratado não é bom para a Irlanda, não é bom para a União Europeia. É um tratado que perpetua a austeridade e nos leva a abdicar de direitos democráticos”, disse Gerry Adams.

A Irlanda é o único dos 25 países da zona euro a referendar o controverso tratado orçamental da União Europeia. Os resultados serão conhecidos sexta-feira.