Última hora
This content is not available in your region

Mão pesada do tribunal militar líbio

Mão pesada do tribunal militar líbio
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de duas dezenas de cidadãos estrangeiros foram condenados na Líbia a 10 anos de prisão com trabalhos forçados.

O grupo composto por ucranianos e bielorrussos foi acusado por um tribunal militar de ter servido o regime de Muammar Kadhafi em 2011. Um russo foi, ainda, considerado o coordenador do grupo e condenado a prisão perpétua.

Moscovo, Minsk e Kiev já anunciaram que vão recorrer da sentença.

O embaixador ucraniano considera que o veredicto não é consistente com as leis dos países de onde são naturais os cidadãos e promete fazer tudo para que possam regressar a casa.

Os homens garantem que estavam a trabalhar para uma empresa petrolífera quando rebentou a revolução.

O grupo, capturado por opositores ao regime líbio no ano passado, é o primeiro a ser julgado por um tribunal militar. A sentença é pronunciada numa altura em que o país tenta provar que tem um sistema judicial sólido.