Última hora

Última hora

General da polícia russa pede desculpas ao jornalista pelas ameaças de morte

Em leitura:

General da polícia russa pede desculpas ao jornalista pelas ameaças de morte

General da polícia russa pede desculpas ao jornalista pelas ameaças de morte
Tamanho do texto Aa Aa

Um pedido de desculpas, foi o que fez o general da polícia russa que tinha ameaçado de morte um jornalista da Novaia Gazeta, após um artigo comprometedor.

O jornalista é Serguei Sokolov e o general da polícia é Alexander Bastrykin, o diretor da Comissão de inquéritos criminais.

A carta aberta onde se lia “a cruel verdade é que você ameaçou brutalmente de morte o meu adjunto. E ainda gozou dizendo que iria conduzir, em pessoa, a investigação sobre a sua morte” levou o general a desculpar-se, como explicou à euronews, Dmitry Mouratov, chefe de redação da Novaia Gazeta: “Alexander Bastrykin não negou nada e isso foi muito correto da sua parte. Pegou no meu telemóvel e telefonou a Serguei Sokolov para lhe pedir desculpas. Sokolov, por seu lado, disse que havia muita emoção de ambas as partes. E Bastrykin disse-lhe que ele podia voltar a viver e trabalhar na Rússia.”

O jornalista, que fugiu para o estrangeiro após as ameaças, não tenciona, contudo, voltar tão cedo ao país.

No site do Izvestia, próximo do poder, o general Bastrykin tinha qualificado de “delírio” as acusações da Novaia Gazeta, antes de aceitar o encontro com o chefe de redação, em presença dos restantes jornalistas.

Num artigo publicado a 4 de junho, o jornalista acusara o general e outros investigadores da comissão de encobrirem um grupo terrorista, responsável pela morte de 12 pessoas, em novembro de 2010.

Recorde-se que a Novaia Gazeta era o jornal para o qual trabalhava a malograda jornalista Anna Politkovskaia.