Última hora
This content is not available in your region

Cientistas recolhem células estaminais vivas de cadáveres

Cientistas recolhem células estaminais vivas de cadáveres
Tamanho do texto Aa Aa

Estas fibras musculares contraem-se – no entanto, as células que lhes deram origem foram recolhidas de um corpo morto. É esta a incrível descoberta da equipa do Instituto Pasteur em Paris.

Os cientistas recolheram alguns gramas de músculo em 16 pacientes mortos, que tinham legado os corpos à ciência. Nos tecidos, encontraram células estaminais vivas, algumas das quais foram encontradas 17 dias depois da morte do paciente. Esta descoberta traz a esperança de, um dia, poderem ser utilizados cadáveres para os transplantes de medula.