Última hora

Cientistas recolhem células estaminais vivas de cadáveres

Cientistas recolhem células estaminais vivas de cadáveres
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Estas fibras musculares contraem-se – no entanto, as células que lhes deram origem foram recolhidas de um corpo morto. É esta a incrível descoberta da equipa do Instituto Pasteur em Paris.

Os cientistas recolheram alguns gramas de músculo em 16 pacientes mortos, que tinham legado os corpos à ciência. Nos tecidos, encontraram células estaminais vivas, algumas das quais foram encontradas 17 dias depois da morte do paciente. Esta descoberta traz a esperança de, um dia, poderem ser utilizados cadáveres para os transplantes de medula.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.