A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Os velhos argumentos da "nova economia" de Putin

Os velhos argumentos da "nova economia" de Putin
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Vladimir Putin prometeu esta quinta-feira o que não conseguiu cumprir nos últimos 12 anos, a criação de uma nova economia russa baseada em reformas liberais e privatizações.

O recém reeleito presidente discursou frente a uma plateia de empresários e investidores, reunidos no fórum económico mundial de São Petersburgo.

Uma oportunidade para deixar uma mensagem à oposição.

“Quero lembrar a todos os que pretendem fazer política e se consideram políticos, que estão obrigados a exprimir a sua posição no quadro da lei. A sede de mudança é sem dúvida o motor do progresso mas torna-se contraproducente e mesmo perigoso quando conduz à destruição da paz civil e do próprio estado”.

O correspondente da Euronews em Moscovo, Alexander Sashkov, sublinha:

“O discurso de Vladimir Putin que durou mais de uma hora centrou todas as atenções no primeiro dia do fórum económico de São Petersburgo. Um discurso que deu o tom às discussões deste Davos russo sob o lema “criar um futuro estável”.