Última hora

Última hora

Quatro grandes da Europa afinam roteiro do euro

Em leitura:

Quatro grandes da Europa afinam roteiro do euro

Quatro grandes da Europa afinam roteiro do euro
Tamanho do texto Aa Aa

Está afinado o roteiro, com medidas para enquadrar uma reforma consistente na arquitectura da união monetária e dar garantias firmes aos investidores sobre a continuação do euro.

Os líderes das quatro primeiras economias
da zona euro defendem a taxa sobre as transações financeiras na Europa, a par de uma maior cooperação em matéria política nos países da moeda única.

François Hollande:

“- Estamos conscientes de que devemos dar um sinal, um sinal de coesão, digno de coerência, sinal de estabilidade e de solidariedade.”

Entre os “objetivos” dos quatro líderes europeus, está a apresentação, no próximo Conselho Europeu de um plano de crescimento económico de valor do 1 por cento do PIB da União Europeia (UE), uns 130.000 milhões de euros. Mas o dinheiro não vai ser distribuido de qualquer maneira:

Angela Merkel:

“_ Se eu der dinheiro a um banco espanhol ou qualquer outro – não quero colocar a Espanha no centro – não posso dizer a esse banco que deve mudar isto ou aquilo, pois não tenho nenhum poder, sou a chanceler alemã, posso apenas sugerir isto ou aquilo aos meus bancos. Aqui temos um problema gigantesco, porque os contratos europeus são assim, é aí que está o problema, não é em mim, que até nem tenho vontade de pagar o que não controlo.”

No final do encontro, os líderes tiveram uma ideia do que os cidadãos europeus esperam deles.

Uma manifestação bastante elucidativa incitava os líderes a resolverem o principal: utilizarem os mecanismos existentes na União Europeia para dar confiança aos cidadãos e aos mercados e lutar.