Última hora
This content is not available in your region

UE aprova novas sanções contra a Síria

UE aprova novas sanções contra a Síria
Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia aprovaram novas sanções contra a Síria, esta manhã, no Luxemburgo.

Trata-se da 15a vaga de medidas contra o regime de Bashar Al Assad, que reforça o embargo à venda de armas e as sanções contra mais empresas e personalidades do país.

A responsável diplomática da UE, Catherine Ashton, lembra que os ministros vão discutir também a eleição de Mohamed Morsi no Egito. “Vamos trabalhar em conjunto com o povo egípcio. Claro que a Síria também vai estar na agenda para discutirmos novas sanções. Tenho estado em contato permanente com Kofi Annan para ver como podemos apoiar os seus esforços no terreno”.

À entrada da reunião, os ministros não pouparam palavras para criticar o suposto ataque sírio contra um caça turco, na semana passada.

Para o responsável diplomático francês, Laurent Fabius, “tanto quanto sabemos, este avião, que viajava desarmado e efetuava um voo de rotina, foi abatido sem qualquer aviso prévio o que é totalmente inaceitável e o tema deverá ser discutido pelo conselho de segurança da ONU amanhã”.

As novas sanções europeias deverão visar mais empresas sírias assim como as companhias de seguros que cobrem os transportes de armas para Damasco.

Uma companhia britânica anulou recentemente um seguro de um cargueiro russo que transportava helicópteros de ataque destinados à força aérea síria.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.