Última hora
This content is not available in your region

Washington pede ao Paquistão reabertura de fronteiras para camiões da NATO

Washington pede ao Paquistão reabertura de fronteiras para camiões da NATO
Tamanho do texto Aa Aa

O Paquistão vai reabrir as linhas de abastecimento para o Afeganistão, após os Estados Unidos terem emitido um pedido de desculpas, embora tardio pela morte de 24 soldados paquistaneses num ataque aéreo NATO.

A Secretária de Estado americana, Hillary Clinton, expressou condolências pelas mortes numa conversa por telefone com o ministro de Relações Exteriores paquistanês Hina Rabbani Khar.

O incidente prejudicou bastante as relações entre os dois países e forçou os EUA e seus aliados a mandar suprimentos por outras rotas, mais demoradas e caras.

As desculpas eram exigidas pelo Paquistão enquanto as rotas de abastecimento ficaram fechadas por sete meses.

O pedido aconteceu ao mesmo tempo em que líderes civis e militares reuniram-se em Islamabad para discutir se reabririam ou não a fronteira com o Afeganistão para a Otan.

O primeiro-ministro paquistanês, Raja Pervaiz Ashraf, afirmou, antes do início da reunião, que o bloqueio prejudica a relação do país com os EUA e os outros membros da coalizão.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.