Última hora
This content is not available in your region

Kremlin aperta controlo às Organizações Não Governamentais 

Kremlin aperta controlo às Organizações Não Governamentais 
Tamanho do texto Aa Aa

Com 323 votos a favor, apenas quatro contra, a Câmara baixa do Parlamento russo aprovou na generalidade um polémico projeto-lei que promete um controlo apertado sobre as Organizações Não Governamentais que beneficiem de financiamento estrangeiro e que exerçam atividade política.
 
As vozes da oposição russa apressaram-se a denunciar uma tentativa de sufocar os protestos contra Vladimir Putin, mas há quem esteja de acordo.
 
“Agora as ONG’s têm de prestar contas. Nem sempre esteve claro como se gastou o dinheiro. Ninguém coloca restrições à entrada de dinheiro. Agora eles têm de explicar os gastos”, diz o ultranacionalista Vladimir Zhirinovsky, do Partido Liberal-Democrático. 
 
Ainda que se oponha ao Kremlin, também o Partido Comunista, que rejeita qualquer “ingerência Ocidental”, apoiou o projeto-lei.
 
O texto foi apresentado há uma semana pelo partido de Putin, no poder, e descreve as ONG’s como “agentes do estrangeiro”, movidas por interesses de potências estrangeiras.
 
A ser levada à risca, a lei considera a própria Igreja Ortodoxa, que recebe apoio de comunidades externas, um destes “agentes”.