Última hora
This content is not available in your region

Draghi defende ações fortes para resolver crise do euro

Draghi defende ações fortes para resolver crise do euro
Tamanho do texto Aa Aa

O Banco Central Europeu incentiva os líderes políticos a agir de forma determinada, depois do corte das taxas de juro lhe ter reduzido a margem de manobra anticrise.

Face à comissão de Assuntos Económicos e Monetários do Parlamento Europeu, Mario Draghi pediu a implementação dos mecanismos de defesa do euro para enviar uma mensagem clara: “O euro veio para ficar”.

O presidente do BCE acrescentou: “A resolução efetiva da crise necessita de ações fortes por partes dos bancos centrais mas também de ações determinadas dos outros agentes, sobretudo, dos governos. Como a assistência financeira só pode ser limitada, são essenciais a qualidade das reformas e a sua implementação”.

Face ao abrandamento económico da zona euro, o BCE cortou as taxas de juro, incluindo a de depósito que está agora nos zero por cento. Draghi garante que o BCE não pode dizer aos bancos como usar o dinheiro, mas com a medida mostrou-lhes que é mais rentável financiar a economia, através da concessão de crédito.