Última hora
This content is not available in your region

Samaras tem caminho espinhoso pela frente

Samaras tem caminho espinhoso pela frente
Tamanho do texto Aa Aa

Depois do voto de confiança ao governo de Antonis Samaras no parlamento grego, o país tem agora a missão de convencer a troika (União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) das boas intenções.

O governo promete aligeirar um pouco a carga de austeridade que o povo grego está a sofrer. Ao mesmo tempo, Samaras pede mais tempo à troika para poder atingir os objetivos de redução do défice.

Nas ruas de Atenas, as opiniões dividem-se: há quem pense que os compromissos assinados não vão permitir qualquer flexibilidade e outros que pedem ao governo que negocei com a troika um alargamento dos prazos.

A moção de confiança foi aprovada por todos os deputados dos partidos na coligação de governo, a Nova Democracia e o Pasok. A próxima prova é a ida do ministro das Finanças, Yannis Stournaras, à reunião do Eurogrupo.