Última hora
This content is not available in your region

Israel libertou futebolista palestiniano detido há três anos

Israel libertou futebolista palestiniano detido há três anos
Tamanho do texto Aa Aa

O futebolista profissional palestiniano Mahmud Sarsak foi libertado esta terça-feira por Israel depois de ter estado preso três anos sem acusação.

Sarsak foi detido por Israel em julho de 2009 quando saia de Erez para ir à Cisjordânia depois de ter sido contratado pelo clube de futebol cisjordano Balata.

“Não esperávamos que Mahmud fosse libertado. Graças a Deus foi. Espero que todos os prisioneiros sejam libertados”, disse a irmã do atleta

O atleta de 25 anos esteve em greve de fome durante 94 dias o que lhe provocou severos danos físicos.

“Sarsak ganhou a batalha da greve de fome que levou a cabo e que durou mais de 90 dias.
Foi uma batalha legal contra este tipo de detenção completamente ilegítima”, afirmou Issa Qaraqe ministro da Autoridade Palestiniana.

O futebolista terminou a greve de fome em 18 de junho, depois de ter chegado a um acordo com as autoridades israelitas segundo o qual estas se comprometiam a não renovar a detenção sob a lei de Combatentes Ilegais, que permite a Israel prender palestinianos sem acusação por tempo indefinido.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.