Última hora
This content is not available in your region

FMI baixa previsões de crescimento da economia mundial

FMI baixa previsões de crescimento da economia mundial
Tamanho do texto Aa Aa

A fragilidade da retoma da economia mundial e a crescente instabilidade financeira levam o Fundo Monetário Internacional (FMI) a rever em baixa as previsões de crescimento para 2013.

A organização mantém a estimativa nos 3,5% para este ano. Mas para o próximo, o crescimento deverá ficar pelos 3,9%, contra 4,1% previstos em abril.

E nem os países emergentes escapam. Brasil e Índia sofrem os maiores cortes. Já a China deverá desacelerar, devido sobretudo a uma eventual queda do investimento.

No caso dos Estados Unidos, o FMI diz que caminham para o “precipício orçamental”. A ausência de um acordo para a redução do défice americano é uma ameaça para a economia global, tal como o prolongar da crise na zona euro.

Para os países da moeda única, a organização prevê agora um crescimento de 0,7% para o próximo ano e uma contração de 0,3 este ano.

O Banco Central Europeu é convidado a ajudar diretamente dos bancos. Aos líderes europeus o FMI deixa uma mensagem: “Resolver a crise deve ser a prioridade”.