Última hora

Rússia:Detidos cinco suspeitos do atentado no Tartaristão

Rússia:Detidos cinco suspeitos do atentado no Tartaristão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas anunciaram a detenção de cinco pessoas suspeitas de envolvimento nos atentados em que o mufti do Tartaristão foi ferido e o seu adjunto morto.

Os ataques ocorreram quinta-feira em Kazan, a capital da principal República russa de maioria muçulmana, conhecida pela tolerância religiosa.

O mufti Ildus Faïzov ficou ferido numa perna quando o carro em que seguia ficou destruído por três explosões. Momentos antes, Valliulla Iakupov, o seu ajudante, foi abatido a tiro em frente da residência.

Segundo os investigadores, a provável causa dos atentados é a tolerância dos religiosos que se opunham determinantemente às correntes extremistas do islamismo.

Um mufti é um académico islâmico que interpreta a lei muçulmana.

Vladimir Putin classificou o caso como grave e prometeu encontrar e castigar quem cometeu os ataques.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.