Última hora
This content is not available in your region

Hollywood e legislação de armas pouco afetadas por tiroteio de Aurora

Hollywood e legislação de armas pouco afetadas por tiroteio de Aurora
Tamanho do texto Aa Aa

Quatro congressistas democratas norte-americanos desafiaram o poderoso “lobby” das armas de fogo, pedindo um endurecimento da legislação sobre venda de armamento e munições, na sequência da matança no Colorado.

O ator Christian Bale – estrela do último filme da saga Batman, durante a estreia do qual ocorreu o tiroteio – visitou vários sobreviventes em Aurora, localidade perto de Denver que foi palco da tragédia.

Questionada em Los Angeles sobre a reação da indústria cinematográfica norte-americana, a produtora independente Wang Yuan diz que “Hollywood não tem um guia de conduta. Todas as obras são baseadas na disciplina do mercado. A produção de Hollywood poderá ser ajustada, por um curto espaço de tempo. Mas, a largo prazo, Hollywood continuará a procurar o máximo em termos de benefícios comerciais”.

A menos de quatro meses das eleições, os eleitos norte-americanos mostram-se também pouco dispostos a tocar num assunto “delicado”.

A apresentadora de televisão Martha Stewart diz que “há dois homens a concorrer para a presidência, nenhum dos quais fez qualquer referência ao controlo de armas. É algo absolutamente necessário, num mundo onde a maldade é acessível, impor alguns limites”.

Se a legislação tem poucas hipóteses de se ver alterada, as salas de cinema também não parecem afetadas com a tragédia.

O último Batman faturou perto de 161 milhões de dólares no último fim de semana.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.