Última hora

Madona pede liberdade para as Pussy Riot

Madona pede liberdade para as Pussy Riot
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Madona em Moscovo manifesta apoio ao grupo punk Pussy Riot. A cantora norte-americana cumprimentou as fãs na abertura de sua nova academia, na capital russa e disse que espera clemência para as raparigas.

“Sou contra a censura. Em toda a minha carreira promovi a liberdade de expressão, por isso é óbvio que considero o que se passa na Rússia injusto . Espero que elas não passem muito tempo na cadeia, isso seria uma tragédia”.

Ainda esta segunda-feira o advogado das Pussy Riot denunciou que na nova era Putin nada mudou.
“Não há um juiz, não há justiça, apenas obediência a uma autoridade”.

Nadejda de 22 anos, Ekaterina de 29 e Maria de 24, foram processadas por terem improvisado no dia 21 de fevereiro na catedral de Cristo Salvador de Moscovo uma “oração punk” intitulada “Maria mãe de Deus, leve Putin”.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.