A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Reino Unido vai enviar equipamento não letal para oposição síria

Reino Unido vai enviar equipamento não letal para oposição síria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A oposição síria prepara-se para lançar um novo ataque sobre a cidade de Aleppo. É a resposta à ofensiva na véspera dos homens fiéis a Bashar al-Assad.

A falta de armamento está, de acordo com os analistas, a impedir a progressão no terreno por parte da oposição. A estratégia passa, por isso, por encorajar as deserções dos homens do regime e por intensificar as táticas de guerrilha.

Os Estados Unidos vão avançar com novas sanções contra o governo sírio e entidades iranianas que acusa de apoiar o regime.

Do Reino Unido vão chegar cerca de seis milhões de euros em equipamento não letal.
O chefe da diplomacia britânico admite apoiar a oposição com o envio de equipamento que possa bloquear as comunicações do regime e permita que a mensagem dos ativistas seja divulgada fora da Síria. William Hague fala em telemóveis, telefones por satélite e equipamento de rádio que podem ser usados para alertar civis sobre os ataques do regime.

Uma ajuda justificada com o impasse diplomático no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Esta sexta-feira, o diplomata argelino Lakhdar Brahimi, apontado como o possível sucessor de Kofi Annan no processo de mediação internacional na Síria, apelou à união do Conselho de Segurança da ONU.

A violência que se estende um pouco por todo o país já provocou milhares de refugiados e mais 20 mil mortos de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.