Última hora
This content is not available in your region

Pequim crítica nacionalistas japoneses

Pequim crítica nacionalistas japoneses
Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos chineses, foi a vez de um grupo de japoneses desembarcar numa das ilhas do Mar da China Oriental disputadas por Pequim e Tóquio.

Os jovens chegaram durante a madrugada e sem autorização ao arquipélago que conhecem por Senkaku onde içaram uma bandeira do Japão.

Um homem explica o porquê da ação:

“Não me parecia bem, estar ao perto das ilhas e não fazer nada. Como cidadão japonês e político decidi deslocar-me ao arquipélago e mostrar que este território pertence ao Japão.”

A China não se conforma. O descontentamento já foi formalmente expresso junto da embaixada japonesa em Pequim. Nas ruas, multiplicam-se as manifestações.

“Não sei o que pensa o governo chinês, mas eu creio que devemos derrubar o Japão. No entanto, e para isso, é importante que a população chinesa eszeja unida” afirma um manifestante chinês.

Na semana passada, foi a vez de um grupo de chineses desembarcar no arquipélago, a que chamam Diaoyu. Os jovens nacionalistas acabaram por ser detidos e repatriados esta sexta-feira.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.