Última hora
This content is not available in your region

Todd Akin não aborta candidatura ao senado

Todd Akin não aborta candidatura ao senado
Tamanho do texto Aa Aa

Todd Akin resiste às pressões para abandonar a corrida ao senado norte-americano. O candidato republicano divulgou um novo vídeo de campanha onde pede desculpas pelas polémicas declarações sobre o aborto que abalam a campanha do partido às presidenciais.

Tanto Mitt Romney como o seu número dois, Paul Ryan, tinham condenado as declarações de Akin contra o direito a abortar para as mulheres vítimas do que chamou de “violação legítima”.

Uma posição que contraria a posição de Romney, anti-aborto, salvo em caso de violação.

No Misouri, bastião político de Akin um habitante considera que Akin deveria abandonar a candidatura. É preciso medir bem as palavras e ele acabou por dar um tiro no pé ao não escolher bem as palavras. Agora é importante que saia de cena pois causou um dano quase irreparável aos republicanos”.

Outro considera que Akin deve manter-se na corrida, “ele reconheceu ter errado e acho que foi o correto, e por isso não deve retirar a sua candidatura”.

As declarações de Akin acabaram por desviar a campanha republicana às presidenciais do tema chave do emprego e economia, revelando uma fratura entre a ala mais conservadora dos republicanos e o topo da formação que repetiu os apelos à saída de cena do político.