Última hora
This content is not available in your region

Romney confirma aos republicanos programa conservador

Romney confirma aos republicanos programa conservador
Tamanho do texto Aa Aa

Mitt Romney foi eleito candidato republicano à presidência norte-americana em poucas horas.

Mas a primeira jornada da convenção republicana em Tampa também serviu para apresentar e enfatizar o programa de governo num documento de 62 páginas que define uma linha política verdadeiramente conservadora.

Um dos objetivos declarados dos republicanos durante a campanha é acabar com a reforma da Saúde do presidente Obama.

O partido conservador deixou claro que, no caso do candidato chegar à presidência, a reforma será anulada de imediato. O documento preconiza a criação de um sistema de previdência regido pelas leis do mercado.

A comissão que redigiu o documento afirma claramente que o sonho americano está em perigo. Partindo desse princípio promete tolerância zero com a imigração ilegal. Isto significa concretamente o fim do Dream Act de Obama, a segurança reforçada nas fronteiras e responsabilização dos empresários que vão ter de controlar o estatuto legal de cada empregado.

Apesar das polémicas declarações do republicano Tod Atkin sobre o aborto, o programa do Governo não muda em relação a 2004. A interrupção voluntária da gravidez, mesmo em caso de violação ou incesto, vai ser proibida, se o Partido Republicano dominar a Casa Branca.

O texto contempla uma emenda à constituição que define como casal a união entre um homem e uma mulher, e não entre pessoas do mesmo sexo.
Os republicanos preconizam também a abstinência sexual antes do casamento.

Os programas nucleares iraniano e norte-coreano são considerados como principais ameaças para os Estados Unidos. O comité republicano defende o recomeço da construção de um escudo anti- mísseis, um projecto de Bush interrompido pelo presidente Barack Obama.

Pequim também está na mira do programa republicano, mas em termos de comércio internacional. O partido de Romney quer aumentar a pressão sobre o regime chinês para flexibilizar a política monetária. Também defende um aumento dos impostos sobre as importações da China.

A nível interno, em caso de vitória republicana, a pressão sobre a Reserva Federal também aumenta, pois vai passar por auditorias anuais.

Por último, o texto prevê uma diminuição dos impostos, para os contribuintes particulares e para as empresas, independentemtne dos rendimentos.