Última hora
This content is not available in your region

ONU impotente perante crise síria

ONU impotente perante crise síria
Tamanho do texto Aa Aa

As Nações Unidas estão impotentes, perante a crise humanitária síria. Entre 200 mil e 300 mil pessoas já abandonaram o país e três milhões estão deslocados no seu interior.

A Turquia, que tem acolhido a maior parte dos refugiados, pede à ONU que proteja os sírios dentro das próprias fronteiras.

Mas da reunião, desta quinta-feira, dos ministros dos Negócios Estrangeiros do Conselho de Segurança da ONU não deverá sair nenhuma solução.

Estados Unidos, Rússia e China nem sequer vão enviar os ministros, à reunião. Moscovo e Pequim recusam verdadeiras medidas contra o regime de Bashar Al-Assad, o que leva americanos e ingleses a admitirem que o Conselho de Segurança não pode fazer mais nada.

O conflito sírio começou, por pacíficos protesto pró-democracia, na senda da Primavera Árabe. Dezassete meses depois, o país vive uma verdadeira situação de guerra civil. Estima-se que 20 mil pessoas – sobretudo civis – já tenham perdido a vida.