Última hora

UE pressiona Yanukovych em Ialta

UE pressiona Yanukovych em Ialta
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Durante uma conferência internacional em Ialta, o presidente ucraniano, Viktor Yanukovych foi
pressionado sexta-feira pela União Europeia e advertido sobre o respeito pela democracia.

Após uma reunião com Yanukovych, o Comissário
Europeu para o Alargamento, Stefan Füle, salientou que as eleições legislativas de 28 de outubro
devem ser “livres e justas”.

“Os nossos parceiros ucranianos estão convencidos
que para já a nossa insistência nos valores não será provavelmente importante e que talvez a Ucrânia seja tão importante para os europeus que estes pensarão que o acordo de adesão será muito mais importante que a insistência nos valores”, disse Stefan Füle.

Estas declarações foram proferidas à margem da conferência denominada Yalta European Strategy.

As relações entre Kiev e Bruxelas são tensas desde a chegada à presidência de Yanukovych em fevereiro de 2010. O principal obstáculo é a condenação a sete anos de prisão de Iulia Tymoshenko, uma sentença que a União Europeia considera puramente política.

Na conferência foi notada a discreta presença de Dominique Strauss-Kahn.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.