A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Afeganistão: Morte de 8 mulheres aumenta sentimento antiamericano

Afeganistão: Morte de 8 mulheres aumenta sentimento antiamericano
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

“Morte à América, morte aos judeus” eram algumas das palavras de ordens gritadas no Afeganistão. O sentimento antiamericano nos países muçulmanos subiu de tom, após o bombardeamento da NATO que matou oito mulheres no Afeganistão.

A crescente vaga de antiamericanismo provocada por um filme que insulta o profeta Maomé aumenta agora com a morte destas mulheres.

“Eram mulheres! Esses brutos americanos só mataram mulheres! São incapazes de distinguir um pau duma espingarda. As mulheres estavam a apanhar lenha! Vocês, brutos infiéis americanos, são incapazes de distinguir um bocado de lenha duma arma”, queixa-se um habitante.

O bombardeamento da NATO visou uma aldeia da província de Laghman. Segundo a ISAF, o bombardeamento foi decidido após uma identificação positiva das intenções hostis de 45 insurgentes. A força da NATO garante que muitos deles foram mortos no ataque.