A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Israel brande ameaça nuclear iraniana nos Estados Unidos

Israel brande ameaça nuclear iraniana nos Estados Unidos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyahu pede aos Estados Unidos que imponham limites ao Irão. Numa entrevista, na televisão norte-americana, o primeiro-ministro israelita garante que o Irão está muito próximo da bomba atómica e pede a Washington que intervenha: “Penso que o Irão se aproxima cada vez mais do nível de realização da arma nuclear. Está muito próximo. Dentro de seis meses terá 90% do urânio enriquecido necessário para fazer uma bomba atómica. E penso que os Estados Unidos têm de lhe impor limites já, antes que seja demasiado tarde.”

Israel não quer arriscar uma intervenção militar unilateral contra o Irão. Para Amos Gilad, conselheiro do ministro israelita da Defesa, seria uma operação demasiado arriscada – para toda a região.

O Irão, por seu lado, continua a afirmar que o programa nuclear do país é puramente civil, para efeitos energéticos e medicinais. Um argumento que não convence a comunidade internacional.

Esta quinta-feira, uma vez mais, a Agência Internacional de Energia Atómica voltou a manifestar-se inquieta face à falta de transparência das centrais iraquianas.