Última hora
This content is not available in your region

"Primeira dama" dos kmers vermelhos libertada por demência

"Primeira dama" dos kmers vermelhos libertada por demência
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça do Cambodja libertou Ieng Thirith, conhecida como a “primeira dama” do regime dos kmers vermelhos. Os juízes reconheceram que o estado de demência mental da arguida de 80 anos impede a continuação do julgamento por genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade. A libertação aumenta o ceticismo sobre a ação do tribunal, depois da morte dos dois principais responsáveis dos kmers vermelhos, sem terem sido julgados. Ieng Thirith, que fora cunhada de Pol Pot, tinha ocupado o lugar de ministra dos Assuntos Sociais do regime comunista.