Última hora
This content is not available in your region

Rastilho antiamericano alastra pelo mundo muçulmano

Rastilho antiamericano alastra pelo mundo muçulmano
Tamanho do texto Aa Aa

As manifestações antiamericanas alastram-se e já chegaram à Indonésia, o maior país muçulmano do mundo. Os manifestantes atacaram a embaixada norte-americana em Jacarta, com pedras e cocktails molotov e, pelo menos, 11 polícias tiveram de ser hospitalizados.

Confrontos também no Paquistão, onde a polícia usou a força para dispersar os manifestantes que tentavam, mais uma vez, alcançar o consulado norte-americano, em Carachi.

Apesar das dezenas de detenções, o dia foi menos violento do que o de domingo, quando um manifestante morreu.

No Afeganistão, por exemplo, os populares também saíram à rua. Um pouco por todo o mundo muçulmano continuam, assim, as manifestações de repúdio a um filme produzido nos Estados Unidos que insulta o profeta Maomé. “A inocência dos muçulmanos” é um vídeo de 13 minutos que circula na internet.

Menos violentos são os protestos em Ramallah. A manifestação foi convocada pelo ministro palestiniano dos Assuntos Religiosos.

De forma mais pacífica, os muçulmanos da Palestina responderam à chamada e empunham cartazes onde se lê “sacrificamos a nossa mãe ou o nosso pai pelo profeta.”