Última hora
This content is not available in your region

Pacto de disciplina orçamental da UE divide deputados da maioria francesa

Pacto de disciplina orçamental da UE divide deputados da maioria francesa
Tamanho do texto Aa Aa

À procura de um consenso, a França iniciou o processo de ratificação do pacto de disciplina orçamental da União Europeia.
 
No entanto, o Governo gaulês tem de conseguir que os deputados da maioria votem a favor. Tanto à esquerda do Partido Socialista como entre os parceiros de coligação há planos de abstenção ou de voto contra.
 
O primeiro-ministro, Jean-Marc Ayrault, desdobra-se em apelos: “A França tem de continuar a aparecer como um ator determinante do futuro da Europa. Sabemos que a Europa não se pode pensar sem a França. Por isso a nossa voz pesa e quanto mais unida, quanto mais forte, mais pesa.”
 
Os opositores acusam o presidente François Hollande de não renegociar o documento conforme prometido durante a maratona eleitoral.
 
“A austeridade e o rigor serão sustentáveis com este tratado. Mas julgo que não é a saída. Tem de se renegociar, porque não se fez o suficiente”, diz o senador ecologista Jean Vincent Placé.
 
O desafio que tem pela frente pode enfraquecer a imagem do Presidente francês. Se persiste a incerteza o Governo de Hollande deverá precisar dos votos da oposição de direita.