Última hora

Reforços americanos deixam Afeganistão

Reforços americanos deixam Afeganistão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Saíram do Afeganistão os últimos soldados norte-americanos que fizeram parte do reforço enviado em 2009 por Barack Obama.
 
Este reforço de 33.000 homens foi na altura mandado para afastar os talibãs e permitir o trabalho da NATO, no que toca à formação do exército afegão.
  
Com a retirada desta força, ficam agora 68.000 soldados norte-americanos, a juntar aos 40.000 da ISAF, a força internacional da NATO.
 
É uma retirada que acontece numa altura em que cresce a violência contra as tropas estrangeiras, com origem no próprio exército ou na própria polícia do Afeganistão.
 
Uma onda de ataques que levou os norte-americanos a reduzir as operações conjuntas com os afegãos.
 
A coligação internacional começou já a transferência de poderes para as autoridades locais e deve retirar-se completamente até ao fim de 2014.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.