A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Oposição georgiana promete vitória

Oposição georgiana promete vitória
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A oposição na Geórgia está confiante na vitória nas eleições deste domingo. O multimilionário Bidzina Ivanishvili juntou várias dezenas de milhares de apoiantes no centro da capital, Tbilissi, e promete acabar com o domínio do partido do presidente Mikhail Saakashvili.

Ivanishvili lidera a coligação “Sonho Georgiano”, que junta seis partidos.

Saakashvili chegou ao poder em 2004 com a promessa de aproximar o país do Ocidente, mas tem sido cada vez mais alvo de críticas.

“À nossa volta estão pessoas de todas as minorias étnicas: azeris, arménios, judeus. É um exemplo de como o nosso país merece uma verdadeira democracia e um verdadeiro sucesso”, disse o líder oposicionista.

As críticas ao governo intensificaram-se desde que as televisões mostraram imagens de tortura nas prisões georgianas. O governo abriu um inquérito e começou uma limpeza nas forças da ordem, mas isso não acalma os ânimos.

Diz o ministro das Prisões, Giorgi Tughushi: “A tortura já foi sistemática na Geórgia, mas já não é assim. Apesar disso, houve alguma negligência no sistema prisional, pensou-se que a situação estava calma e que não haveria problemas sérios”.

Estas legislativas vão, pela primeira vez, designar o novo governo. O primeiro-ministro vai passar a ter a maioria dos poderes até agora nas mãos do presidente, depois das presidenciais do próximo ano.