Última hora
This content is not available in your region

Lei da difamação inflama jornalistas na Ucrânia

Lei da difamação inflama jornalistas na Ucrânia
Tamanho do texto Aa Aa

Adotada pelo governo ucraniano a lei da difamação para a imprensa levantou uma vaga de indignação entre os jornalistas.

Centenas de profissionais manifestaram-se frente à Assembleia parlamentar em Kiev apoiados por centenas de ativistas para protestarem contra o que chamam a lei da rolha.

A correspondente da euronews explica que o porta voz do parlamento prometeu uma resolução para anular os resultados dos votos e vai pedir para que a lei seja retirada. A oposição e a maior parte dos deputados prometem apoiar esta resolução, no entanto os jornalistas não acreditam e estão a organizar um outro protesto para amanhã, aqui frente ao parlamento”.

O texto aprovado dia 18 de setembro prevê uma multa de 8.500 euros para artigos considerados difamatórios e penas que podem ir até aos cinco anos de prisão.

Este deputado diz que é um embaraço para o primeiro ministro porque a maioria dos parlamentares votaram a favor da retirada deste documento. A única forma de obrigar a fazer isso é manter a pressão através de meios locais e internacionais”.

No poder desde fevereiro de 2010, o presidente Viktor Yanukovich é frequentemente acusado de fazer pressão sobre os média no país.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.