A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Eleições antecipadas em Israel para evitar uma crise económica

Eleições antecipadas em Israel para evitar uma crise económica
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyahu anunciou esta terça-feira a realização de eleições antecipadas em Israel.

Perante os media do país, o primeiro-ministro israelita não indicou uma data precisa, disse apenas que o escrutínio se realizará o mais cedo possível. Os analistas preveem que seja em finais de janeiro ou início de fevereiro.

A decisão foi tomada após a consulta dos principais dirigentes dos partidos que integram a coligação no governo.

O primeiro-ministro justificou a decisão de antecipar as eleições com a necessidade de fazer face aos diferentes desafios que Israel enfrenta. Entre eles, impedir que o Irão alcance a arma nuclear e assegurar uma economia estável, para evitar a crise económica que assola os países europeus.

O primeiro-ministro está com dificuldade em aprovar o orçamento para o próximo ano, depois de, no verão, ter já aumentando o IVA em um ponto percentual, o que provocou um movimento de indignados israelitas.

O facto de o partido de Netanyahu, o Likud, estar em alta, nas sondagens, não será também alheio à decisão.